O deputado Carlos Chiodini  foi escolhido novo líder do partido na Assembleia

O deputado Carlos Chiodini  foi escolhido novo líder do partido na Assembleia

O deputado Carlos Chiodini  foi escolhido novo líder do partido na Assembleia, em substituição a Mauro de Nadal.

Chiodini tentará uma vaga na Câmara dos Deputados.

Carlos Chiodini (Jaraguá do Sul, 8 de março de 1982) é um político brasileiro, filiado ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB)

Filho dos comerciantes Ângelo e Ita Vailatti.

Foi deputado à Assembleia Legislativa de Santa Catarina na 17ª legislatura (2011 — 2015). Nas eleições de 2014, em 5 de outubro, foi reeleito deputado estadual para a 18ª legislatura (2015 — 2019).

Eleito deputado estadual em 2010 com 40.241 votos, Chiodini foi, nos dois primeiros anos de mandato, presidente da Comissão de Educação, Cultura e Desporto, desempenhando ações importantes em prol da educação Catarinense.  

No início de 2013 o deputado Carlos Chiodini, o parlamentar mais novo da Assembleia Legislativa, assumiu uma posição de extrema responsabilidade que é a liderança da maior bancada na Alesc, bancada do PMDB.  

Chiodini também é vice-presidente da Comissão de Segurança Pública, e membro das seguintes comissões: Economia, Ciência, Tecnologia, Minas e Energia; Educação, Cultura e Desporto; Transporte e Desenvolvimento Urbano; Direitos da Criança e do Adolescente. 

Em 1999, aos 17 anos de idade, Carlos Chiodini ingressou na vida política, filiando-se ao PMDB e permanecendo fiel ao partido, uma das bandeiras que defende. 

Em 2005, assumiu a presidência do PMDB de Jaraguá do Sul e também ocupou funções de coordenador regional do PMDB de Jaraguá do Sul, Schroeder, Guaramirim e Massaranduba. 

De 2007 a 2009 foi presidente da Juventude do PMDB (JPMDB). Defendendo uma nova maneira de representar os anseios e reivindicações da Sociedade local e regional, com a formulação de propostas que representassem o interesse coletivo, candidatou-se a deputado estadual em 2006. 

Nessa eleição, obteve quase 25 mil votos na região, tornando-se o mais votado no Vale do Itapocu e superando em quase sete mil votos o segundo colocado. 

Em 2007 assumiu a diretoria administrativa do Porto de São Francisco do Sul.

De março a dezembro de 2008 ocupou o cargo de secretário da comunicação de Jaraguá do Sul. Também em 2008 ocupou vaga de deputado, assumindo no lugar do titular licenciado.

De janeiro a agosto de 2009 ocupou novamente o cargo de diretor do porto de São Francisco do Sul, até desligar-se para cumprir novo mandato como deputado. 

Em 2010 elegeu-se deputado estadual, com 40.241 votos.

Em 2014 reelegeu-se Deputado Estadual, com 49.233 votos.